quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Cuidando Uns dos Outros

ZWANI.com - The place for myspace comments, glitters, graphics, backgrounds and codes
Oferecer Ajuda
Desenvolver relacionamentos com os outros é muito importante para estarmos preparados para ajudar a restaurar as pessoas. Precisamos de as conhecer muito bem, de tal modo que possamos ver as lutas que se escondem para além da superficialidade que aparentam ou, se quisermos, que possamos ver as suas necessidades.
Actuar Genuinamente
A responsabilidade de agir com sinceridade permanece com cada um de nós... mas não estamos totalmente sós! Podemos buscar em Deus a orientação e a direcção para estarmos certos de demonstrar um cuidado genuíno pelos outros.
Partilhar
Para partilharmos de uma maneira significativa não é necessário que gastemos muito. Por exemplo, fazer um bolinho para oferecer a alguém que está a celebrar uma data especial ou que está desanimado é uma forma carinhosa de ajudar.
Fazer o Bem a Todos
Abraão Lincoln disse "Você pode enganar algumas pessoas todo o tempo, e todas as pessoas algumas vezes, mas não pode enganar todas as pessoas todo o tempo." A Bíblia vai ainda mais longe quando afirma que não podemos enganar Deus em tempo algum.
Por vezes, a nossa vida está tão atarefada que mal temos tempo para cuidar de nós mesmos, quanto mais olhar pelos outros!... A família, o trabalho, os compromissos sociais e outros factores ocupam-nos demasiado. A Bíblia ensina-nos a fazer o bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé, incluindo a nós próprios. Precisamos de estar em boa forma física, emocional e espiritual para, continuamente, demonstrarmos genuíno cuidado pelos outros.
Como se costuma dizer: "Falar (escrever) é fácil!"
Algumas sugestões:
-Anotar na agenda tempo para servir;
-Partilhar materialmente;
-Há alturas em que determinada pessoa não sai do nosso pensamento. Talvez o Espírito de Deus esteja a sensibilizar-nos para uma necessidade que essa pessoa tenha. Vamos, então, telefonar ou visitar, mas acima de tudo orar muito por ela;
-Cuidar de nós mesmos - o cuidado que se pode dar, depende de quem o dá;
-Não desistir! A colheita virá para os que persistirem em fazer o bem.
Lisá

4 comentários:

Anónimo disse...

Olá!
Em primeiro lugar tenho muito gosto em conhecer-te, ainda que de uma forma tão superficial.
Obrigado também pelo teu comentário ao meu post.
Quanto ao teu blog, parabéns pelas reflexões profundas e correctas.
Esta semana tenho pensado muito na dificuldade que tenho em lidar (relacionar-me) com muita gente. Sugeriste-me algumas pistas importantes. Obrigado

Marlene Maravilha disse...

Acho que este post deveria ser imprimido e lido todos os dias como livro de cabeceira, para näo esquecermos do bem que devemos fazer, e nao ficar somente na leitura!
beijos

Anónimo disse...

Uma vez mais: brilhante.
Quero ler e reler estas palavras e não esquecer a importância do relacionamento com os outros. Deus sabe que só assim consigo ser feliz.
HUGS & KISSES

Manela disse...

Este post faz mexer "os bichinhos" dentro de mim. Não sabias?, tenho uns "bichinhos" e nem todos são bons! Realmente falar (escrever) é fácil, mas pôr em prática é bem mais complicado. O tempo e a paciencia não chegam, o dinheiro não sobra, a energia física não ajuda,e tantas outras desculpas tão boas como inúteis, justificam o injustificável. Ajudar os nossos familiares e amigos??...na boa. Mas, e aqueles que conhecemos pouco e não simpatizamos muito? E os que, mesmo de boca cerrada, gritam por ajuda? É fácil descartar o compremisso que assumimos com JESUS. Basta dizer: eu depois telefono!!! Beijinhos